Trago-te neste post aquela que é para mim a melhor dica de poupança de SEMPRE!

Não vou andar aqui às voltas e vou já directa ao assunto, partilhando contigo que essa dica é:

PAGA-TE A TI PRIMEIRO!

É verdade, a melhor dica de poupança de sempre não é nada complexa. Não é nada do outro mundo e não requer esforço nenhum, só requer um bocadinho de disciplina. 

Poupar

Se pensares nas coisas de uma forma prática, o teu rendimento é o fruto do TEU trabalho, certo? 

No entanto, mal recebes o ordenado, vem logo o Estado, e sem pedir autorização leva logo um bocadinho para ele. 

Depois vem a tua casa e leva outro tanto. Vem o teu carro e leva mais um pouco. 

Depois vêm os teus gostos, o teu parceiro/a, os teus amigos, a tua família, e no meio disto tudo onde fica a tua segurança, o teu futuro e os teus sonhos? 

Onde Judas perdeu as botas não é? 

Pois. Mas não tem, e não deve, ser assim. 

Sonhos

Começar a pagar-me a mim primeiro foi algo que mudou (e aumentou) as minhas finanças e contribuiu bastante para a concretização de muitos dos meus objectivos. 

Quando era uma adolescente sem grandes obrigações e a viver em casa da minha mãe, poupava o meu dinheiro no final do mês e consoante aquilo que sobrava.

O dinheiro saía para as despesas e outras obrigações que tinha na altura, para me divertir e para comprar isto ou aquilo. O que sobrava, deixava na conta. 

Foi quando decidi ser independente, e tomei a decisão de sair de casa da minha mãe, que me apercebi que a minha postura (e relação) com o dinheiro tinha de mudar.

Se queria começar a ter mais obrigações, tinha também de começar a ser mais responsável na gestão do meu dinheiro. 

Hoje em dia, a primeira coisa que sai da minha conta bancária mal o meu ordenado lá cai, é um reforço para a minha conta poupança.

Que montante deves poupar?

A teoria diz que devemos poupar, no mínimo, 10% do nosso rendimento. 

Porquê 10%? Porque é um montante que não vai alterar drasticamente o nosso estilo de vida caso o deixemos de receber de um dia para o outro.

No meu entender, o montante que deves poupar é o montante que, depois de analisadas todas as tuas despesas do mês, e deixando algum espaço para a diversão, não te vai fazer falta.  

Para chegares ao valor que é confortável para ti colocares de lado, é importante que tenhas feito um orçamento para o mês que contemple o teu rendimento e as tuas despesas. Podes ler mais sobre isto neste artigo que escrevi com 3 passos para criares o teu orçamento mensal.

moedas
Quais são as vantagens de te pagares a ti primeiro?
  • Estás a colocar a tua segurança, o teu futuro e os teus sonhos em primeiro lugar; 
  • O dinheiro desaparece da tua conta e não o gastas em trivialidades;
  • Se optares por poupar dinheiro no final do mês, a probabilidade de poupares muito menos (ou nada) é elevada. 
O que fazer com esse dinheiro?

Numa fase inicial e se não tiveres dinheiro de lado, é importante que canalizes grande parte dessa tua poupança mensal para a construção do teu fundo de emergência.

Um fundo de emergência é um nome mais sério para um imprevisto que te possa acontecer. Seja um arranjo no carro ou em casa, um electrodoméstico que avariou e precisa de ser substituído, um imprevisto de saúde, uma ida ao dentista, tu decides. 

Imprevistos acontecem a todos, só não sabemos é quando. Estarmos preparados para eles é meio caminho andado para não nos endividarmos. 

Se tiveres disponibilidade financeira para tal, e depois de poupares para o teu fundo de emergência, podes (e deves) poupar mais um pouco para um sonho específico que tenhas, para uma viagem, para uma casa, para um projecto…enfim, para aquilo que definiste como o teu objectivo financeiro.

Como assim ainda não definiste um objectivo financeiro? Vê aqui como o podes fazer e qual a sua importância. 

Onde colocar o dinheiro que vais poupar?

É importante que coloques esse dinheiro fora da tua conta à ordem corrente. 

Se ele estiver disponível e à vista, vais sentir-te livre para o gastar, seja no que for. Ao desaparecer mal entra na tua conta não contas com ele e ele está num lugar seguro, que te beneficiará no futuro, ou ajudará numa situação de emergência.

Todos os bancos têm a opção de criares uma conta poupança com reforços automáticos, por isso explora essa possibilidade junto do teu.

E se precisares do dinheiro durante o mês?

Se precisares do dinheiro vais buscá-lo, porque foi para isso que o poupaste. 

Se tiveres de ir todos os meses à tua poupança, talvez o valor que definiste tenha sido ambicioso. Analisa o teu orçamento novamente e define um valor mais baixo.

E não vale ir à poupança buscar dinheiro para comprar uma camisa ou ir jantar fora, combinado?

moedas

Esta dica de poupança é recomendada pelos grandes mestres das Finanças Pessoais e eu concordo que ela faz toda a diferença. 

É que, para além de permitir que tu poupes MESMO todos os meses, vai permitir-te poupar muito mais dinheiro do que poupas actualmente e viver de uma forma muito mais responsável e segura. 

curso-online-poupanca

Se achas que não consegues poupar dinheiro todos os meses estás enganado/a e eu posso mostrar-te isso no meu Curso On-Line de Poupança de 30 dias. Isto porque em 30 dias vou partilhar contigo 30 formas incríveis e super práticas de poupares mais dinheiro todos os meses. Garanto-te que vai mudar as tuas Finanças Pessoais. Clica aqui para saberes mais.

Espero que te tenha conseguido convencer a utilizar esta técnica. É que se eu só pudesse dar uma dica de poupança, seria esta!

Partilha este artigo e esta forma de olhar para o dinheiro com um amigo ou familiar que achas que possa beneficiar. 

Ah, e Obrigada por estares desse lado. 

Cat.