reequilibrar-as-financas

Sabes quais são as melhores formas de reequilibrar as tuas finanças depois de um impacto?

Sabias que a forma como ages é fundamental para reequilibrar as finanças e para que elas não fiquem numa situação pior do que aquela em que estão actualmente?

Se queres saber mais sobre este tema, continua a ler porque tenho algumas respostas para ti.

reequilibrar-as-financas

O COVID-19 veio, garantidamente, afectar-nos a todos. A economia do país, das empresas e de cada um de nós sofrem já um abalo, e é certo que assim continuem, e até mesmo que piorem, por tempo ainda indeterminado.

Ainda é cedo para prever a realidade de cada um nos próximos tempos.

Depende do estado, dos bancos e das entidades patronais. Uma coisa é certa: aproximam-se tempos difíceis e é fundamental estar preparado e saber como agir!

Os conselhos que trago para ti não se esgotam no tempo e não se aplicam unicamente nesta fase atípica que vivemos. Devem também ser aplicados numa qualquer outra situação em que tenha havido um impacto financeiro e em que tu precises de reequilibrar as tuas finanças.

Vou então deixar-me de tristezas e lamurias e vou passar aos conselhos que tenho para te dar sobre como podes reequilibrar as tuas finanças caso já tenhas sido, ou venhas a ser, afectado financeiramente.

1 – Orienta o teu pensamento para a poupança

É importante que preserves ao máximo o dinheiro que tens agora e o que vais receber nos próximos meses, e que não esvazies as tuas contas.

Todo o dinheiro que conseguires poupar é importante e pode mesmo fazer a diferença nos próximos meses.

Assim, os teus esforços devem estar centrados em poupar, e não em gastares o que tens. É uma mudança no chip que é fundamental que faças e que leves a sério se quiseres dar a volta à tua situação.

curso-online-poupanca

No meu CURSO ON-LINE DE POUPANÇA aprendes 30 formas diferentes de poupar dinheiro que fazem toda a diferença no teu orçamento mensal. Inclui categorias como supermercado, alimentação, contas da casa, bancos, seguros e muito mais. Este curso pode ser o ideal para ti por isso carrega aqui para saberes mais.

2 – Revê e adapta o teu orçamento mensal

Se tiveste cortes salariais ou se houve mesmo um despedimento (que desde já lamento), é fundamental que adaptes o teu orçamento em função disso para que o dinheiro chegue para tudo. Aprende neste post como podes construir o teu orçamento mensal.

reequilibrar-as-financas

Lista todas as tuas despesas fixas e obrigatórias e certifica-te que as tuas necessidades básicas estão asseguradas: casa e respectivas contas, supermercado e pouco mais.

Se depois de todos os teus gastos estarem listados, chegares à conclusão que o teu orçamento está apertado, suspende tudo o que não é essencial.

Se adaptares os teus gastos à tua nova realidade, a probabilidade de correr tudo bem, é muito maior.

Lembra-te que tudo é temporário, e quando as coisas voltarem à normalidade, poderás retomar tudo o que tiveste de suspender.

3 – Disciplina-te no Supermercado

Depois da casa e do carro, o supermercado é o local onde os Europeus mais gastam dinheiro.

É por isso que é muito importante que as compras de supermercado sejam feitas de forma inteligente:

  • Evitar ao máximo o desperdício alimentar;
  • Aproveitar promoções;
  • Levar uma lista que tenha como base, refeições para a semana já definidas e os itens essenciais que estejam a fazer falta;
  • Optar por comprar fruta e legumes frescos e arranjá-los em casa;
  • Ver sempre o preço ao Kg.

Escrevi um artigo super completo sobre Como Poupar Dinheiro no Supermercado que tens de ler

4 – Evita o Take-Away e as Refeições Fora

Quer seja ainda em período de isolamento, quer seja quando a vida voltar ao normal, é importante ter cuidado com este gasto que pode chegar às centenas de euros por mês.

Dá mais trabalho, mas é sempre mais económico cozinhares a tua própria comida.

meal-prep
5 – Suspende Compras Não Essenciais

Talvez não seja a melhor altura para renovar o guarda-roupa não achas?

Suspender as compras de roupa, de gadgets, cosméticos, maquilhagem e tudo o que não sejam coisas que te façam realmente falta, é uma boa ideia numa altura em que o orçamento não está tão folgado.  

Evita abrir newsletters e os sites das lojas que gostas e evita também entrar em shoppings ou lojas de rua. Facilita muito o processo.

6- Revê as tuas mensalidades

Revê as tuas mensalidades e a sua real necessidade num momento mais difícil como o que estás a atravessar.

Mensalidades de ginásios, clubes ou academias podem ser suspensas até que a tua vida e os teus rendimentos voltem ao normal. O mesmo para os serviços de empregada doméstica, engomadoria, etc.

Lembra-te que tudo é temporário, e quando as coisas voltarem à normalidade e as tuas finanças estiverem recuperadas, poderás retomar tudo o que foi necessário suspender.

7 – Reduz o consumo

A lógica é simples: quanto menos consumires, menos dinheiro estás a gastar.

Faz um esforço para gastares menos água, luz e gás em casa. Compra menos roupa. Usa menos o carro. Come menos comida processada. Menos consumo é mais dinheiro na tua carteira.

Compra menos coisas no geral e vais ver que com alguns gestos bem simples, conseguirás fazer toda a diferença nas suas finanças.

essencialismo
8 – Renegoceia contratos

Se estiveres numa situação difícil em que o pagamento a 100% de contratos ou créditos te comprometem o orçamento, fala com o teu senhorio ou com o teu banco e negoceia a redução da prestação por um período.

Não te esqueças que pagarás mais tarde aquilo que adiares agora, o que te vai sobrecarregar novamente o orçamento, por isso não faças acordos irrealistas e que te podem prejudicar, não assines nada sem ler e compreender, e analisa bem as soluções que te apresentam, optando sempre pelo que for mais confortável para ti.

9 – Arranja uma nova fonte de rendimento

Partilhei neste artigo 4 formas de ganhar mais dinheiro. Lê-o e pode ser que te sirva de inspiração para arranjares uma nova fonte de rendimento adaptada às circunstâncias que estamos a viver.

Se só precisares de um reforço no teu rendimento, coloca a render algum talento que tenhas: pintura, pastelaria, escrita, artesanato, costura, etc.

É importante que sejas criativo e que encontres a tua oportunidade dentro daquilo que sabes e que estás disposto a fazer.

Arranjares um trabalho diferente durante uns tempos para manteres as tuas finanças em ordem não tem problema nenhum e podes mesmo aprender muito com isso.

10 – Evita ao Máximo o Uso do Cartão de Crédito

Se usas o teu cartão de crédito para comprar coisas que não consegues comprar com o dinheiro que tens na tua conta à ordem, e se essas coisas não são bens de primeira necessidade, andas a viver acima das tuas possibilidades.

Por isso, é melhor pensares em descer um degrau e parares de comprar coisas para as quais não tens dinheiro.

Os cartões de crédito não são um complemento ao teu ordenado, e só devem ser utilizados em casos de extrema necessidade ou quando o pagamento é feito a 100% e sem juros.

Se queres reequilibrar as tuas finanças, o uso do cartão de crédito tem de acabar.

11 – Não desistas

Por mais complicado e assustador que te possa parecer o futuro (ou até mesmo o presente) é fundamental que não baixes os braços e que não desistas.

Se podes trabalhar, arregaça as mangas e procura a tua oportunidade. Se podes poupar, vê onde e começa a fazê-lo já hoje.

reequilibrar-as-financas

São estes os meus conselhos e as melhores formas de reequilibrar as finanças que tenham sofrido (ou venham a sofrer) qualquer tipo de impacto.

Recordo-te que tenho um CURSO ON-LINE com as melhoras técnicas e estratégias para poupares dinheiro todos os meses. Se gostaste das dicas que dei neste artigo, o meu curso explora todas elas muito mais a fundo e dá-te ainda mais.

Por isso não percas esta oportunidade e inscreve-te já.

Se os tempos se verificarem difíceis aí desse lado, cabe-te a ti dares o teu melhor, e fazeres alguns esforços e sacrifícios para que a situação que vives te atinja o menos possível.

Partilha este post com um amigo ou familiar que esteja a passar um momento difícil e que precise de reequilibrar as finanças. Tenho a certeza que vai ser muito útil.

Obrigada por estares desse lado.

Cat.

Share: