trabalhador-independente

És Trabalhador Independente e Ficaste sem Trabalho por causa do COVID-19?

A verdade é que o Trabalhador Independente é uma classe muito pouco protegida. Os Trabalhadores Independentes, ou os chamados Prestadores de Serviços, contam com o seu trabalho e pouco mais. Não têm subsídios (férias, natal, refeição ou desemprego) e ficam altamente desamparados se alguma coisa correr mal.

Acredito mesmo que será a classe mais afectada com esta epidemia, por isso mesmo, se és um Trabalhador Independente, o artigo de hoje é para ti.

Apesar de tudo isto, quero acreditar que por experienciarem a realidade de incerteza que partilhei acima, os Trabalhadores Independentes estão mais bem preparados para emergências.

Por saberem que a qualquer momento podem ficar com pouco ou nenhum trabalho, faz com que se previnam melhor e tenham um fundo de emergência já construido.

Lê aqui a importância de teres um Fundo de Emergência!

Se és Trabalhador Independente e te viste obrigado a parar de trabalhar devido ao COVID-19 continua a ler porque deixo abaixo algumas coisas que podes fazer para que esta situação te prejudique o menos possível.

1 – Adapta os Teus Serviços à Realidade Actual

Reflecte sobre a hipótese de adaptares os teus serviços ou o teu negócio adaptando-os às circunstâncias actuais.

Consegues prestar os teus serviços (ou parte deles) on-line? Se sim, investir numa boa plataforma e em publicidade para angariares mais clientes pode ser uma boa ideia.

trabalhador-independente

O teu negócio é possível de manter à porta fechada mantendo apenas entregas ou serviços de Take Away? Se sim, avisa todos os teus clientes que vais continuar a trabalhar, mas em moldes diferentes.

Faz descontos e campanhas especiais aos teus clientes habituais para que se sintam tentados a continuar a usufruir dos teus serviços. E não tenhas receio de lhes pedir que espalhem a palavra por amigos ou familiares. É uma altura em que temos de estar mais unidos que nunca.

2 – Reinventa-te

Se não existe mesmo forma de prestares os teus serviços on-line ou à porta fechada não baixes os braços: é altura de te reinventares.

Pensa sobre a possibilidade de dares aulas sobre como exercer a tua actividade por exemplo. As pessoas estão com mais tempo livre e vontade de explorar coisas novas, por isso a receptividade pode ser boa.

Se a ideia acima não é exequível, que outras habilidades tens, que possam ser úteis num momento como este? Que outros serviços podes prestar mesmo que de uma forma temporária?

É importante lembrares-te que tudo isto é passageiro e que esta situação não vai durar para sempre. Se não podes ficar parado e precisas mesmo de facturar, reinventa-te e faz coisas novas. Continuam a existir oportunidades se fores criativo e persistente o suficiente.

Partilhei neste artigo 4 formas de ganhar mais dinheiro e neste Como Ganhar Dinheiro a Partir de Casa. Lê-os e pode ser que te sirva de inspiração para arranjares uma nova fonte de rendimento adaptada às circunstâncias que estamos a viver.

trabalhador-independente

Muitos serviços estão parados, mas a verdade é que há novos serviços a surgir: estafetas para entregas, reforço em hospitais e lares de idosos, reposição nos supermercados, serviços on-line, reforço de call-centers, enfim..só tens de ser criativo e encontrares a tua oportunidade dentro daquilo que sabes e estás disposto a fazer.

A verdade é que todos, de uma maneira ou de outra vamos ter de fazer sacrifícios nos próximos tempos. Arranjares um trabalho diferente durante uns tempos para manteres as tuas finanças em ordem não tem problema nenhum e podes mesmo aprender muito com isso.

3 – Adapta o teu Orçamento Mensal à tua Situação Actual

Se viste a tua actividade parada, é altura de encarares a tua realidade financeira e veres como te vais aguentar nos próximos tempos.

Ainda tens algum pagamento pendente? Com quanto dinheiro podes contar?

Faz as contas a estes valores e adapta o teu orçamento mensal à tua situação financeira actual para que o dinheiro chegue para tudo.

Aprende neste post como podes construir o teu orçamento mensal.

Lista todas as tuas despesas fixas e obrigatórias e certifica-te que as tuas necessidades básicas estão asseguradas: casa e respectivas contas, supermercado e pouco mais.

Lista depois os teus outros gastos não essenciais e reflecte sobre a sua real necessidade numa altura como esta.

trabalhador-independente
4 – Não Tentes Manter o teu Estilo de Vida e Suspende Gastos Não Essenciais

Se depois de todos os teus gastos estarem listados, chegares à conclusão que o teu orçamento está apertado, suspende tudo o que não é essencial.

No tempo em que estás em casa, corta no take-away e cozinha a tua própria comida. Acaba com as compras on-line de roupa, cosméticos e bijuteria só porque sim. Cancela a mensalidade do ginásio, de clubes ou academias. Suspende a empregada doméstica e o serviço de engomadoria. Não subscrevas novos serviços on-line. Compra o essencial no supermercado. Adopta novos hábitos de consumo.

Se adaptares os teus gastos à tua nova realidade, a probabilidade de correr tudo bem, é muito maior. Lembra-te que tudo é temporário, e quando as coisas voltarem à normalidade, poderás retomar tudo o que tiveste de suspender.

dinheiro

Há ainda um apoio que podes pedir no site da Segurança Social caso a tua actividade tenha parado por completo.

Estas são algumas das coisas que podes fazer para que esta situação tenha o menor impacto possível nas tuas finanças. Os próximos tempos serão difíceis, isso é certo. Por isso, cabe-te a ti, dares o teu melhor e fazeres alguns esforços e sacrifícios para que esta situação te atinja o menos possível.

Alguma dúvida ou desabafo que queiras fazer, envia-me um e-mail para cat@catpoupanca.pt

Ah, e Obrigada por estares desse lado.

Cat